Agenda

10/Mai

Moça, o que impede/dificulta a sua arte?

Para responder essa pergunta, a Arena Dicró convocou, com o apoio da mulherada que compõe as outras equipes do Observatório de Favelas, e em setembro do ano passado, o nosso palco foi preenchido com cerca de 80 mulheres que juntas, refletiram sobre o protagonismo feminino em projetos artísticos e nos demais espaços.

A partir desse movimento, surgiu o ‘Programa Mulheres Protagonistas’ e ao longo de 2019, vamos promover várias atividades que, somadas, indicam um caminho para as respostas que buscamos nesta jornada. Vamos juntas?

—————————————————————————–
Nesta edição, receberemos a incrível Eliana Sousa Silva que é:

📍Graduanda em Letras (UFRJ);
📍Mestre em Educação (PUC/RJ);
📍Doutora em Serviço Social (PUC/RJ);
📍Fundadora da Redes da Maré – Somos Todos Maré;
📍Autora dos Livros: “Testemunhos da Maré” (2012) e “A Ocupação da Maré pelo Exército Brasileiro” (2017);
📍Foi curadora da 1ª edição do Festival Mulheres do Mundo WOW no Brasil;
e titular da Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência da Universidade de São Paulo (USP).

E para encerrar a noite das garotas, teremos uma apresentacao da galera do Slam Laje. 🔥

Vem, mana! E traz sua amiga. 💖

________
🔹O foco é nelas, mas são todEs muito bem vindEs!
🔹Evento gratuito.

Confirme presença no evento: https://www.facebook.com/events/2334101963335491/

09/Mai

Está sabendo que agora na Arena Dicró estamos com palestras e oficinas de LIBRAS? E de graça!

Graças a uma parceria e tanto com o curso Português-Libras da UFRJ, já estamos com uma programação e tanto de março a junho! 💙

Se liga só::

🗨Palestra “Libras, que língua é essa?”

Datas: 11/04, 09/05 e 06/06 às 16h
A palestra “Libras, que língua é essa?” será apresentada em língua portuguesa e interpretada para Libras pelas alunas do curso de Bacharelado em Letras-Libras da UFRJ: Monica Souza, Diana da Motta e Cristina dos Santo. Nosso objetivo é disseminar conhecimentos sobre a língua brasileira de sinais – Libras – e a comunidade surda, usuária dessa língua, apresentando dados e fatos desconhecidos por muitos, e desconstruindo mitos criados por outros, contribuindo, dessa forma, para a conscientização da sociedade acerca do status da Libras em nosso país e da importância de conhecermos e aprendermos essa língua.

👈👉☝️👆👇🖖Oficina de Libras “Conversando com as mãos: cumprimentos e apresentações pessoais”

Datas: 24/04, 29/05 e 26/06 às 15h
A oficina de Libras “Conversando com as mãos: cumprimentos e apresentações pessoais”, será ministrada em Libras, com interpretação para português, por Monica Souza, Diana da Motta e Cristina dos Santos. A oficina conta essas três alunas do curso de Bacharelado em Letras-Libras da UFRJ e visa a introduzir brevemente conteúdos básicos da língua brasileira de sinais, como o alfabeto manual, números e um pequeno número de expressões utilizadas no dia a dia, possibilitando uma comunicação mínima em Libras em que se possa cumprimentar alguém e responder a cumprimentos, se apresentar dizendo seu nome e idade, além de compreender quando alguém nos fornece tais informações em Libras.

O ideal é que os participantes estejam em todas as datas apresentadas, pois todos os conteúdos se encaixarão uns aos outros durante o período das aulas.

Quer se inscrever?? Liga pra gente!
3486.7643

Mais informações no evento: http://bit.ly/2ItiGXs

07/Mai

Percursos, caminhos, movimentos, trilhas… Diversas formas de construir culturas de equidade – de gênero, raça, sexualidade, classe – existem, resistem, se reinventam, se articulam e nos inspiram a buscar reflexões e práticas que possibilitam um tempo presente e futuro de menos desigualdades.

A iniciativa Culturas Globais de Equidade de Gênero (GlobalGRACE) convida para a experiência “Percursos Criativos para Culturas de Equidade”, uma série de trocas, práticas e reflexões que irá reunir artistas, ativistas, professoras/es, pesquisadoras/es, aberta a todes que buscam nas artes, nas mais diversas experiências culturais e identitárias inspirações e ferramentas de ação e incidência política.

O evento é co-organizado pelas equipes GlobalGRACE do Brasil – composta por Promundo-Brasil, Instituto Maria e João Aleixo, Observatório de Favelas do Rio de Janeiro e Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio – e do México – composta por Voces Mesoamericanas e Universidade Nacional Autônoma de Chiapas.

Confira abaixo a programação e inscreva-se em
https://forms.gle/JmrU1VmiJ2zkcA1Z8

>>> 07/05 – GALPÃO BELA MARÉ <<< Rua Bittencourt Sampaio, 169 - Maré, Rio de Janeiro ::: O Poder da Curadoria: Reflexões sobre Arte e Política ::: ||| Das 14h às 16h ||| – Participações Confirmadas – Denilson Baniwa | Publicitário, articulador de cultura digital, ilustrador, diretor de arte, comunicador, web ativista, artista gráfico e ativista dos direitos indígenas Jean Carlos Azuos | Coordenador Educativo do Galpão Bela Maré Keyna Eleison | Curadora, pesquisadora e desenvolvedora em arte e cultura Libre Gutiérrez | Pintor muralista, desenhista e arquiteto de rua mexicano Mariah Rafaela Silva | Pesquisadora em gênero, sexualidade, subjetividade e história da arte Ronald Duarte | Curador da exposição “Metrópole Transcultural” no Galpão Bela Maré Mediação: Deyanira Clériga ||| Das 16h às 18h ||| Aula de Jongo ______________________________________________________ >>> 08/05 – PUC-RIO <<< Auditório AMEX ::: Violências de Estado: Resistência e Potência das Periferias ::: ||| Das 14h às 16h ||| – Participações Confirmadas – Jose Manuel Valenzuela | Professor pesquisador do Departamento de Estudos Culturais da universidade mexicana El Colef - El Colegio de la Frontera Norte Luciano Ramos | Coordenador de Projetos do Promundo-Brasil Pablo Ares | Iconoclasistas (Duo argentino de mapeamento coletivo itinerante) Raquel Willadino | Diretora do Observatório de Favelas Shyrlei Rosendo | Integrante do Fórum Basta de Violência: Outra Maré é Possível Tiago Tosh | Artista Plástico Mediação: Mohara Valle ||| Das 16h às 18h ||| Ginásio da PUC Aula de Passinho ______________________________________________________ >>> 09/05 – GALPÃO BELA MARÉ <<< Rua Bittencourt Sampaio, 169 - Maré, Rio de Janeiro ::: Movimentos, fronteiras e diásporas: práticas de re/construção de memória ::: ||| Das 14h às 16h ||| – Participações Confirmadas – Giselle Florentino e Fernanda Nunes | Integrantes do Fórum Grita Baixada: Direito à Memória e Justiça Racial Lívia Vidal | Integrante do Coletivo Mulheres de Pedra Mércia Britto | Sócio-fundadora e Diretora Executiva do Cinema Nosso MC Martina | Poeta Wallace Lino | Ator e Fundador da Cia Marginal Mediação: Aldo Jorge Ledón ||| Das 16h às 21h30 ||| Roda de Samba ______________________________________________________ Mais sobre GlobalGRACE O projeto GlobalGRACE, Global Gender & Cultures of Equality (www.globalgrace.net) é um programa de pesquisa de 51 meses de duração (2018-2021) financiado pelo Global Challenge Research Fund (GCRF/RCUK). O projeto mobiliza intervenções artísticas, curadorias e exibições públicas para pesquisar e possibilitar abordagens de gênero que contribuam para o bem-estar internacionalmente. Liderado por uma equipe de pesquisadoras/es de Goldsmiths, University of London, o projeto inclui acadêmicas/os e ONGs de Bangladesh, Brasil, México, Filipinas, África do Sul e Reino Unido. Leia aqui o anúncio da iniciativa no Brasil. O evento “Percursos Criativos para Culturas de Equidade” faz parte do Encontro de Parcerias e Trocas (ECT), que acontece anualmente em um dos seis países parceiros da iniciativa GlobalGRACE. O ECT esse ano acontece esse ano no Brasil. Mais informações no evento: https://www.facebook.com/events/2337086676527950/?active_tab=about

participe de nossas redes sociais

Siga a gente no Twitter

Receba nosso boletim

Receba o premiado boletim do Observatório de Notícias e Análises.

Endereços e Direções

Rua Teixeira Ribeiro, 535, Maré
Rio de Janeiro – RJ
Cep: 21044-251  /  Mapa Mapa

Telefones:

55 (21) 3888-3220

Ou envie-nos um email

projetos