Olhares sobre a favela: intervenção junto à Escola de Fotógrafos Populares da Maré

Este relato descreve uma experiência de intervenção junto a jovens alunos do projeto “Imagens do Povo – Escola de Fotógrafos Populares da Maré”. A partir de oficinas psicossociais, promoveu-se a reflexão sobre a diversidade de formas de perceber a favela por meio da valorização do saber do senso comum associado à dimensão do vivido, com base na teoria das representações sociais. Buscou-se colocar em questão quais os contextos produtores das imagens comumente associadas a esses territórios e como a experiência dos participantes do curso de fotografia se traduziria numa prática dedicada à produção de novas imagens sobre as favelas.

As Unidades Policiais Pacificadoras e os novos desafios para as favelas cariocas

Fundador do Observatório de Favelas fala sobre a possibilidade de uma nova conjuntura na realidade social e econômica do Rio de Janeiro a partir das Unidades Policiais PAcificadoras. Jailson de Souza e Silva acredita que estamos diante de profundas mudanças nas formas de ordenamento territorial em espaços importantes da cidade, e que essa tarefa cabe a todos nós, moradores da cidade

Cidade e Território: desafios da reinvenção política do espaço público

O coordenador do Observatório de Favelas Jorge Luiz Barbosa diz que reconhecer as favelas e periferias como novas centralidades da política é um dos desafios nesse início de século. Para o autor, é necessário integrar definitivamente as favelas na agenda de superação de contradições do espaço urbano, além do fato de as comunidades populares assumirem um papel principal de formulação de propostas, e não de coadjuvantes ou de meros objetos de ações

Barracas e Favelas – Uma reflexão crítica de Cidades Esquecidas

O coordenador do Observatório de Favelas Jorge Luiz Barbosa levanta um comparativo entre as barracas de Bacelona e as favelas cariocas, inspirado no documentário La Ciutat Oblidada. Barbosa fala da importância do resgate da memória social para tirar do esquecimento o passado de sofrimentos e lutas dos grupos populares em Barcelona como no Rio de Janeiro, mas sobretudo como um dispositivo político para reivindicar outro futuro para todas as cidades

Remover ou conter as Favelas? Eis uma falsa questão

“Remover ou conter é uma falsa questão, porque ao tratar o crescimento das favelas desse modo o governo (estadual e municipal) se omite de enfrentar com seriedade o déficit habitacional na cidade”. Esta é a opinião de Jorge Luiz Barbosa, coordenador do Observatório de Favelas, em artigo que analisa as políticas públicas de habitação e urbanização voltas para os espaços populares na cidade do Rio de Janeiro

Os Espaços Populares na Política Pública Cultural

Jorge Luiz Barbosa, coordenador do Observatório de Favelas, analisa políticas públicas de cultura e sua relação com as desigualdades que permeiam a cidade. Para ele, “a distribuição espacial de equipamentos e bens culturais, em nossas metrópoles, é um retrato perverso das desigualdades sociais. Há uma forte concentração de teatros, cinemas e espaços culturais nas áreas centrais nos bairros típicos de classes médias”, afirma

Cidadania, Território e Políticas Políticas

A construção da cidadania é um processo histórico e um tema central da democracia. É o que afirma Jorge Luiz Barbosa, coordenador do Observatório de Favelas em artigo que trata da importância de políticas públicas no exercício da cidadania. Para Jorge, a democracia só se efetiva quando há garantia para os sujeitos sociais de condições de igualdade política e jurídica para o exercício de direitos e deveres civis, sociais, culturais e econômicos