Estações Musicais da Leopoldina

O presente e-book traz a geografia sensível da criação musical do Subúrbio da Leopoldina, elaborada no âmbito projeto Estações Musicais. Esperamos que esta publicação seja uma contribuição à memória das tradições musicais populares do subúrbio carioca e, sobretudo, para o reconhecimento da riqueza de sua paisagem musical de ontem e de hoje.

Culturas de Periferia 2

Culturas de Periferia é uma publicação originada da parceria do Observatório de
Favelas com a Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. Seu propósito maior
é apresentar o conjunto de ações de formação, pesquisa e intervenção no campo
da produção cultural, realizadas na Área de Planejamento 4, que engloba as Regiões
Administrativas da Barra da Tijuca, Cidade de Deus e Jacarepaguá.

Percepção de moradores sobre segurança pública e a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em favelas do Rio de Janeiro

Estudo “Percepção de moradores sobre segurança pública e a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em favelas do Rio de Janeiro”, desenvolvido pelo Laboratório de Pobreza, Violência e Governança (PovGov) da Universidade de Stanford em parceria com as Organizações da Sociedade Civil Observatório de Favelas e Redes da Maré – Somos Todos Maré.

Culturas de Periferia

Cultura de Periferia é uma publicação originada da parceria do Observatório de Favelas com a Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. Seu propósito maior é apresentar o conjunto de ações de formação, pesquisa e intervenção no campo da produção cultural, realizadas nos bairros de Bangu, Campo Grande, Santa Cruz e Guaratiba, na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro.

Pesquisa

“Caminhada de crianças, adolescentes e jovens na rede do tráfico de drogas no varejo do Rio de Janeiro, 2004-2006”

Maré das Artes – E-Book

O Projeto Maré de Artes do Observatório de Favelas recebeu a chancela da Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Edital do Programa de Fomento à Cultura Carioca 2015/2016, na linha de atuação Artes Integradas. Maré das Artes desenvolveu duas grandes vertentes específicas de trabalho, embora complementares, a primeira relacionada à construção de inventários da produção e fruição artística e cultural na Favela da Maré e, a segunda, voltada diretamente à mobilização de diferentes artistas e artes para a construção de cenas estéticas compartilhadas.

Relatório da Oficina “Espaço Público e Mobilidade: os desafios da Maré”

A Oficina Espaço Público e Mobilidade: os desafios da Maré constituiu mais uma etapa de um esforço de discussão conjunto sobre a viabilização de um projeto estrutural para a região da Maré, no âmbito do Grupo de Estudos estabelecido pelo Instituto Pereira Passos (IPP), em parceria com a Redes de Desenvolvimento da Maré, o Observatório de Favelas, a Secretaria Nacional de Habitação do Ministério das Cidades (SNH/MCidades), a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da UFRJ e o Instituto dePolíticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil).

Um novo horizonte em fotos

Registro fotográfico dos jovens em cumprimento de medidas socioeducativas, participantes do curso de fotografia do projeto “Um novo horizonte”.