SOBRE O PRÊMIO

O Observatório de Favelas, através do Programa de Direito à Vida e Segurança Pública, realizou a chamada pública “Cenas DELAS”, voltada ao fomento de trabalhos artísticos produzidos por mulheres. O objetivo desta chamada foi apoiar a produção de 05 (cinco) trabalhos em poéticas audiovisuais que tenham como foco uma das temáticas centrais do Programa de Direito à Vida e Segurança Pública: a violência (letal e não letal) contra mulheres. Desse modo, a iniciativa “Cenas DELAS” visibilizou produções artísticas que priorizam a sensibilização em torno do tema da violência de gênero, da letalidade feminina e da afirmação do direito à vida das mulheres, a partir da interface com diversos marcadores sociais como gênero, sexualidade, raça, classe social e território.

PREMIADAS

 Lidiane Souza

Lidiane Souza

Mulher, preta, atriz, encenadora, pesquisadora e estudante de Direção Teatral na UFBA. Minha arte está atrelada à literatura, ao trabalho do corpo, à feminilidade e a tudo o que me motiva. Sou água, sou energia, sou movimento.

Brainer Lua

Brainer Lua

Artista,Trans, 24 anos e moradora do Complexo do Pinheiro - Maré. Graduanda em Teoria da Dança pela UFRJ e pesquisadora e produtora da Culturaballroom Carioca.

Érica Sansil

Érica Sansil

Bacharela em Cinema pela UFRB, aprovada no programa de pós graduação em Mídias Criativas da UFRJ, cineasta e produtora audiovisual. Dirigiu 4 filmes e ganhou 3 prêmios de melhor direção. Atualmente coordena o projeto Cinemálogo e produz os filmes “Rolezinho” e “Flores vermelhas”.

Naira da Hora

Naira da Hora

Atriz e poetiza com habilidades em dança, graduada em Nutrição. Integrante do Bando de Teatro Olodum há 8 anos, compõe o elenco de espetáculos como Cabaré da Raça e O Pai Ó.

Thamires Fortunato

Thamires Fortunato

Moradora de Cascadura, Zona Norte do Rio de Janeiro. Produtora de Audiovisual, Edição de Vídeo e Arte Gráficas. Estudante de Bacharelado em Cinema e Audiovisual pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG).

OS TRABALHOS

O trabalho de colagem apresenta a visão da estética contemporânea e aqui, especificamente, permite enfatizar a estética e a resistência do povo negro. Nesse trabalho tem sido possível ressignificar o olhar sobre as imagens e consequentemente problematizar aspectos que foram negativizados na história da população negra.

Acesse

Performance-denúncia sobre os dias da mulher vítima da violência doméstica potencializada pelo isolamento social durante a pandemia de covid-19. “Da porta pra dentro” expõe que cumprir a máxima “fique em casa” não garante segurança quando se trata de mulheres que vivem em situação de abuso.

Acesse

Câmeras de (in)segurança é um mini documentário que expõe a fragilidade, a impotência, a dor e a violência que mulheres sofrem diariamente em todos os lugares, paralelo ao olhar de uma criança que apresenta mudança comportamental após presenciar cenas de brutalidade.

Acesse

O objetivo deste trabalho “Ballroom como manifesto corpóreo de denúncia dentro do Complexo da Maré” inicia a direcioná-lo para diversas corpas de mulheridades e Transmultiplicações de vivências & experiências diretas e indiretas dentro e aos arredores do Complexo da Maré, usando o artifício de manifestação cultural e sobrevivência como a arte de movimento e cultura que liga perifericamente a Cidade Maré e a Ballroom.

Acesse

“As memórias do meu corpo que você violentou” traz para cena, o que está velado, normalizado, invisibilizado, de forma sútil, mas que fica no nosso corpo, entranhados nas nossas vísceras, na nossa pele, que sufoca nosso grito de dor, de insatisfação, de angústia. Tudo isso nos deixam marcas, que muitas vezes são imperceptíveis, mas que nos matam aos poucos. Nosso corpo é acervo de memórias.

Acesse

EQUIPE

REALIZAÇÃO
Programa de Direito à Vida e Segurança Pública

Coordenação Geral
Raquel Willadino

Coordenação Executiva
Aline Maia Nascimento

Pesquisadoras
Thais Gomes
Natália Viana
Isabele dos Anjos

Eixo de Arte e Território
Ana Paula Gualberto
Érika Lemos Pereira
Isabela Souza
Jean Carlos Azuos
Rebeca Brandão
Thais Ayomidé

Comunicação

Coordenação de Comunicação   
Priscila Rodrigues 

Assessoria de Imprensa
Gabriela Anastacia  

Social Mídia 
Quitta Pinheiro e Gabrielle Araujo 

Analista de Mídia
Fernanda Quevedo  

Designer
Marcella Pizzolato e Taiane Brito 

Finalização Audiovisual Cenas DELAS
Gato Mídia

Compartilhe este conteúdo!
Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Email