Redes de Valorização da Vida

O projeto Redes de Valorização da Vida consistiu numa estratégia de difusão dos conceitos e da metodologia desenvolvidos pelo programa Rotas de Fuga. Ou seja: articular a ação de instituições envolvidas no atendimento e garantia dos diretos das crianças e dos adolescentes com a estruturação de novas práticas para a prevenção da violência letal.

Em 2008, o Programa Rotas de Fuga encontrava-se em um momento de ampliação, cuja expectativa do Observatório de Favelas era de que a sua metodologia pudesse ser difundida e monitorada. A execução caberia às organizações parceiras voltadas para a intervenção direta junto a crianças, adolescentes e jovens envolvidos em redes ilícitas e que tivessem como principal objetivo prevenir e criar alternativas sustentáveis para este público.

O projeto mobilizou e fortaleceu redes, ao todo 46 instituições, que atuam no marco da Política de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte.

O Redes de Valorização da Vida, uma parceria do Observatório de Favelas com a Secretaria Especial dos Direitos Humanos, no Rio de Janeiro e Pernambuco, teve como objetivo o desenvolvimento das seguintes ações:

1. Transferir a metodologia a partir de um processo de formação;

2. Realizar o monitoramento do processo e a avaliação de seus resultados junto à organização receptora;

3. Trabalhar para a articulação, sensibilização e o fortalecimento de redes que contribuíssem com as políticas de proteção e promoção de direitos de crianças, adolescentes e jovens mais vulneráveis à violência letal.


Envie para um amigo:





participe de nossas redes sociais

Siga a gente no Twitter

Receba nosso boletim

Receba o premiado boletim do Observatório de Notícias e Análises.

Endereços e Direções

Rua Teixeira Ribeiro, 535, Maré
Rio de Janeiro – RJ
Cep: 21044-251  /  Mapa Mapa

Telefones:

55 (21) 3105-4599
55 (21) 3888-3220

Ou envie-nos um email

projetos